Alfabeto

Introdução ao Hangeul



Hangul ou hangeul (한글),  em romanização recente, é o nome que se dá ao alfabeto silábico utilizado na escrita da língua coreana. O Hangeul foi introduzido em 1446 pelo rei Sejong, o Grande, o quarto rei da dinastia Choson, em substituição aos ideogramas chineses, o Hanja (한자漢字) usados na Coreia até o século XV.  

Naquela época, o povo falava em coreano, mas escrevia em chinês. Como era muito difícil de aprender a escrever os ideogramas chineses, o alfabeto coreano foi criado para facilitar a alfabetização do povo que eram analfabetos funcionais antes da invenção do Hangeul.

O projeto do alfabeto foi completado no fim de dezembro de 1443 ou janeiro de 1444, e descrito em 1446 em um documento intitulado Hunmin Jeongeum ("Os sons apropriados para a educação do povo") depois que o alfabeto em si foi nomeado. Esse documento explica o desenho das consoantes de acordo com a fonética articulatória e das vogais de acordo com os princípios do Yin e Yang, a harmonia das vogais.

A data da publicação do Hunmin Jeongeum em 9 de outubro se tornou o “Dia de Hangeul” na República da Coreia. A Coreia do Norte celebra o mesmo evento no dia 15 de janeiro.

Na sua forma clássica e moderna, o alfabeto coreano contem 24 letras e é escrito em blocos silábicos que agrupam no mínimo duas e no máximo cinco entre 24 letras, das quais 14 são consoantes e 10 são vogais. Os caracteres do Hangeul são compostos e designam sílabas. Cada unidade representa um som diferente; alguns caracteres representam dois sons, e esses sons são diferenciados dependendo da posição que são escritos. Além disso, esses blocos podem ser escritos tanto horizontalmente da esquerda para a direita ou verticalmente de cima para baixo.

Devido à sua simplicidade e do pequeno número de letras, o Hangeul é muito fácil de aprender até mesmo por crianças e estrangeiros. Por isso, o Hangeul é considerado um dos alfabetos mais eficientes do mundo e já recebeu elogios unânimes de especialistas em linguagem. Na Coréia, o analfabetismo é praticamente inexistente e este é outro fato que atesta a capacidade de aprendizado fácil de Hangeul. 

5 Passos para aprender coreano do zero!

Se você é iniciante e não sabe nada de coreano, siga os cinco passos abaixo e aprenda ler e escrever em coreano em apenas 15 dias. 

& O alfabeto
Dia 1: Aprenda as vogais simples
Dia 2: Aprenda as vogais duplas
Dia 3: Aprenda as consoantes simples
Dia 4: Aprenda as consoantes duplas 
Dia 5: Pratique o que aprendeu 

& Sistema de escrita e leitura
Dia 6: Aprenda as regras de escrita e leitura para as vogais verticais 
Dia 7: Aprenda as regras de escrita e leitura para as vogais horizontais
Dia 8: Pratique o que aprendeu 

& Batchim
Dia 9: Aprenda as regras de batchim seguidos de vogais ou consoantes
Dia 10: Aprenda as regras de batchim duplos seguidos de vogal ou consoante 
Dia 11: Pratique o que você aprendeu 

& Noções de pronunciação
Dia 12: Aprenda as regras de fonética do coreano 
Dia 13: Pratique o que você aprendeu 

& Pronuncia irregular
Dia 14: Aprenda todas as regras de pronuncia irregular do coreano 
Dia 15: Revise o que você aprendeu 


Baixe Aqui! 
Faça o download gratuitamente do material "Alfabeto" do blog, clique aqui


Créditos: 
Wikipedia
Korean Wiki Project
Forvo